Bichectomia: Como é feita, como é a recuperação, riscos e se essa cirurgia envelhece.

Bichectomia: Como é feita, como é a recuperação, riscos e se essa cirurgia envelhece

Leia também: Bichectomia quanto custa

Como é feita, como é a recuperação, riscos e se essa cirurgia envelhece.
A bichectomia, também conhecida como cirurgia de remoção da bola de Bichat (referência a Xavier Bichat, descobridor dessa estrutura anatômica), é uma cirurgia intra-oral de grau simples e que melhora bastante o aspecto estético da face.

Nesse artigo abordaremos um pouco mais a respeito dessa cirurgia, falando das suas indicações, riscos, valores e outras dúvidas. Leia a seguir!

Contents [hide]

1 O que é bichectomia?
2 Como é feita?
3 Para quem é indicado fazer?
4 Dói?
5 Recuperação da bichectomia
6 Quem faz?
7 Quanto custa? Qual é o preço?
8 Bichectomia masculina
9 Quais são os riscos da bichectomia?
10 Mas afinal, a bichectomia envelhece?
11 Antes e depois dos famosos
O que é bichectomia?
bichectomia
A bichectomia é basicamente uma cirurgia para diminuir o volume das bochechas, por meio da remoção de uma bolinha de gordura localizada nessa região do corpo.

Com isso o rosto fica com um aspecto mais fino e alongado, melhorando o contorno facial.

Essa gordura não é utilizada pelo corpo como fonte de energia, portando o emagrecimento não leva a diminuição dela, somente sendo possível remover-la por meio de procedimento cirúrgico.

Como é feita?
A cirurgia é realizada por meio de uma pequena incisão de aproximadamente 5mm, que é feita na parte inferior e interna da bochecha. Por meio dessa incisão o cirurgião irá fazer a remoção de uma “bolinha de gordura”, localizada em uma bolsa nesse local.

A remoção deverá ser feita na totalidade e no caso de restar algum resquício de gordura dentro dessa bolsa o médico poderá utilizar uma cânula de sucção, para remoção do que ficou para trás, a fim de limpar o local por completo e garantir a diminuição do volume na região.

como é feita bichectomia
Para quem é indicado fazer?
O procedimento é indicado para todos aqueles, maiores de 18 anos, que não estão satisfeitos com o volume das suas bochechas.

Pessoas com o rosto arredondado e que não possuem muita definição das linhas faciais fazem a operação com intuito puramente estético, sendo uma ótima alternativa nesses casos. Em pessoas magras o resultado fica mais evidente.

Mas é importante alertar que é preciso ter muita cautela ao decidir fazer uma cirurgia apenas por fins estéticos, inclusive falaremos mais a seguir sobre os riscos da bichectomia e se ela envelhece.

A cirurgia também é indicada nos casos de pessoas que realmente tem as bochechas grandes e fora do normal, onde muitas vezes a pessoa morde muito a bochecha por dentro, o que pode causar até machucados e dores.

Dói?
Durante todo o tempo da cirurgia o paciente não sentirá nenhuma dor, o procedimento é realizado com a pessoa anestesiada. Logo após de passados os efeitos da anestesia, poderá haver um desconforto leve na região operada.

A dor não chega a ser intensa e o profissional que realizar o procedimento irá indicar um analgésico para amenizar esses sintomas.

Dentro de poucos dias o paciente já não precisa fazer uso desse medicamento e poderá voltar as suas atividades normais, inclusive na alimentação.

Recuperação da bichectomia
Como já demonstrado nesse artigo, o procedimento de bichectomia é bem simples e rápido, não havendo maiores complicações nem durante nem no pós-operatório da cirurgia.

Quanto a recuperação, a rapidez e facilidade também são características.

A recuperação será semelhante a da remoção de um dente siso, é preciso evitar alimentos que exijam muito esforço da mandíbula nos primeiros dias, e fazer uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos, não sendo necessário repouso superior ao de 2 dias.

Quem faz?
A maioria das cirurgias estéticas só pode e deve ser feita por um profissional médico formado e especializado em cirurgia. Porém a bichectomia vem sendo amplamente realizada por dentistas em todo Brasil, um assunto que ainda causa polêmica já que alguns cirurgiões não aprovam que esse procedimento seja feito por um dentista.

Já os dentistas garantem que estão habilitados a realizar o procedimento no próprio consultório odontológico, já que não exige internação ou UTI disponível.

O fato é que muitos dentistas estão realizando o procedimento e a maioria das cirurgias vendo sendo realizadas por eles sem maiores problemas.

bichectomia
Quanto custa? Qual é o preço?
Apesar de ser um procedimento simples, que não precisa de internação e que pode ser realizado em um consultório odontológico, por ser um procedimento estético, o preço não é tão atrativo como você pode estar pensando.

O valor do procedimento pode variar muito, sobretudo depois da popularização da cirurgia. Fizemos uma pesquisa na internet e encontramos o procedimento por valores que vão desde 500 reais até 7 mil reais, dependendo do profissional que estará realizando e também da estrutura envolvida no momento da cirurgia.

Em relação ao profissional escolhido, pesquise bastante antes de decidir o seu.

É preciso conversas com pessoas que já tenham passado por esse procedimento com ele, assim como pedir para ver fotos dos resultados obtidos por em suas cirurgias.

Bichectomia masculina
bichectomia masculina
Ao contrário do que muita gente pensa os homens também podem fazer bichectomia e se beneficiar da cirurgia, seja por fins estéticos ou de saúde. As orientações e dicas para os homens são as mesmas para as mulheres que desejam fazer e o procedimento também segue os mesmos padrões.

➥ Saiba mais também sobre a rinoplastia, uma das cirurgias mais populares no Brasil.
➥ Indicações, riscos, preços e tudo mais sobre a mamoplastia.

Quais são os riscos da bichectomia?
A bichectomia não apresenta maiores risco para a saúde, o procedimento não gera complicações que possam afetar a saúde geral do paciente.

Contudo durante o período pós-operatório é preciso ficar atento e seguir todas as recomendações do cirurgião, a fim de garantir a ausência de infecções.

Alguns médicos alertam para outros riscos que a cirurgia pode acarretar, e apesar de serem bastante improváveis, é preciso ficar atento.

Outros riscos citados são: sangramentos, hematomas, lesão nervosa, lesão do canal da saliva, envelhecimento fácil precoce (não comprovado) e a possibilidade de ficar uma cavidade excessiva na bochecha.

Por isso é preciso levar esse tipo de cirurgia de forma séria e comprometida, não se pode banalizar nenhum tipo de procedimento invasivo ao corpo.

Caso esteja pensando em fazê-la, pesquise exaustivamente sobre o assunto antes de qualquer coisa.

Mas afinal, a bichectomia envelhece?
Essa também é uma pergunta que não tem uma resposta só, já que muitos profissionais afirmam que o procedimento pode ser responsável por deixar as pessoas com a aparência envelhecida enquanto outros afirmam que não. Algumas pessoas falam que a bichectomia deixa uma aparência “chupada”.

Essa dúvida surge porque com a retirada da gordura as bochechas podem ficar muito fundas, causando a impressão de que a pessoa envelheceu muito. Isso se agravaria ainda mais com o passar dos anos e o envelhecimento natural da pessoa que foi submetida a bichetomia, em que a pele vai perdendo a sua sustentação. Esse raciocínio chega a fazer sentido principalmente se você comparar com as bochechas de um bebê, que são sempre gordinhas.

Porém, os profissionais que afirmam que bichectomia não causa a aparência envelhecida dizem que a gordura retirada não faz parte da musculatura responsável pela sustentação do rosto e por isso e a cirurgia não causaria essa impressão.

Diante disso, recomendamos que você procure um profissional da sua confiança, para que ele te oriente sobre essa questão em torno da bichectomia. Apenas ele poderá te orientar e afirmar se a bichectomia envelhece.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *